skip to main | skip to sidebar

O EPITÁFIO


Elder Ferreira

Uma promessa


O ar frio da madrugada fazia companhia à aflição que precedia a hora da partida. Ele e ela que há algumas horas atrás eram apenas um amontoado de suspiros seguidos de mordidas, eram agora uma promessa que levantava dúvidas em ambos os corações. Em pé, um na frente do outro, os dois se fitavam suspeitos de si mesmos e ao mesmo tempo incertos do que poderiam esperar do amanhã. Os olhares absortos um no olhar do outro estavam como se esperassem a tortura que se apresentava inevitável e breve. 

Uma saudade se debatendo para tomar posse já se manifestava no silêncio de um que era maior que o silêncio do outro. Na rodoviária, permaneciam os dois clandestinos dos seus próprios sentimentos. Uns rostos estranhos e presenças peculiares que em outra ocasião despertariam medo eram agora pormenores que rodeavam aquilo que ambos chamavam de mesmo caminho depois de extensas caminhadas solitárias. 

Já chamavam os passageiros aos poucos e uma fila ia se criando para que todos se pusessem nos seus lugares. Era anunciada a hora, a hora que se arrastava e se segurava firme a todos os momentos tão agradáveis que tinham se sucedido até então. Os dois se agarraram determinados num abraço quase angustiado e então deram espaço a um tumulto de beijos tão honestos que encheram ambos os olhos de lágrimas. O alvoroço de carinhos era de alguma forma uma tentativa de captar, ainda que por um último instante, toda a essência da outra criatura.

- Um dia a gente ainda vai se encontrar de novo? – disse ela, rompendo o silêncio com a voz um tanto desolada.

- Sim, a gente ainda vai se encontrar de novo. Eu prometo. – disse ele enquanto entrava no ônibus e se virava para deixar um sorriso antes de partir.

3 comentários:

  1. Que lindo! Adorei!
    E me emocionei, já passei por situação parecida.. =/
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gente, que lindo!
    Confesso que segurei as lágrimas agora hehe
    Nunca passei por algo assim e sinceramente espero não passar.

    Beijos
    Rayssa
    http://diariosdleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olha, projeto legal (nem me atrevo a encarar, mas ainda assim legal).
    Gostei do pequeno conto :) E boa sorte aí com as trezentas palavras por dia!
    Bjs
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir