skip to main | skip to sidebar

O EPITÁFIO


Elder Ferreira

O Oceano No Fim Do Caminho - Neil Gaiman

Título: O Oceano No Fim Do Caminho

Título Original: The Ocean at The End of The Lane

Autor: Neil Gaiman

Tradutor: Renata Pettengill

Editora: Intrínseca

Edição: 1

Ano: 2013

Número de Páginas:  208

ISBN: 9788580573688



Neil Gaiman, autor da célebre HQ Sandman e da premiada novela fantástica de terror Coraline, é considerado por críticos como um influente mestre do terror. Gaiman entende dos aspectos mais importantes da narrativa e compreende a natureza dos contos e sua relação com o escritor, o leitor e os personagens da história. O Oceano No Fim Do Caminho, primeiro livro adulto do autor desde 2005, é uma viagem intrigante para um mundo transfigurado pelo terror e esquisitice que descansa nas experiências da infância do personagem principal além da reafirmação da genialidade do escritor.

O Oceano No Fim Do Caminho narra o retorno de um homem até a cidade de sua infância, Sussex, para um funeral, onde ele encontra antigas cenas da época em que era menino. O caminho traçado por suas memórias o leva até a fazenda Hempstock, onde antes viviam três gerações de poderosas e misteriosas mulheres Hempstock. É ao lado do lago atrás da grande casa da fazenda (lago que costumava ser chamado de oceano pela mais jovem das mulheres, Lettie) que o narrador se senta e recorda os acontecimentos mágicos e traumáticos que presenciou durante sua infância.

Neil Gaiman conta uma história que é uma combinação do desamparo e da inocência da infância com a sabedoria e sensatez dos mais velhos. O Oceano No Fim Do Caminho é como um caldeirão de mistérios inexplicáveis e maravilhas que se escondem nos cantos da realidade e que se infiltram pelas frestas do mundo. No livro existe amizade e amor ao mesmo passo em que existe crueldade e ressentimento. Monstros também existem na história e, diferente dos universos tradicionais, eles têm origem nos desejos das pessoas e na região escura e profunda que há em cada um de nós.

Existem monstros de todos os formatos e tamanhos. Alguns deles são coisas de que as pessoas tem medo. Alguns são coisas que se parecem com outras das quais as pessoas costumavam ter medo muito tempo atrás. Algumas vezes os monstros são coisas das quais as pessoas deveriam ter medo, mas não têm.

O bonito, mas ainda assustador, cenário em que se passa a história é um campo inglês que aparenta ter sido escolhido estrategicamente pelo autor para servir de pano de fundo para a narrativa. O universo um pouco solitário e isolado do que muitos de nós consideraríamos "civilização" contribui a sua maneira para o desenrolar da história e funciona como um próprio mundo coberto sobre si mesmo, onde não existe impossível e tudo pode acontecer mesmo que pareça absurdo demais para o que nossos olhos encaram como realidade.

O personagem principal ganha a simpatia do leitor por suas características tão comuns da infância, como a inocência e a falta de entendimento de quase tudo a sua volta (bem como o medo recorrente do mundo dos adultos que é enxergado como algo diferente do seu próprio mundo). Lettie Hempstock, a garota de onze anos de idade que chama o lago atrás de sua casa de oceano, sua mãe tão peculiar e sua vó, conferem a narrativa momentos significativos que ditam marcos importantes nas experiências infantis do narrador e na nova compreensão que ele tem do mundo a sua volta.

— Ah, os monstros têm medo — disse Lettie. — É por isso que são monstros.

O Oceano No Fim Do Caminho é uma história incrível, mas que por algum estranho motivo não me cativou tanto quanto pareceu cativar a maioria dos outros leitores. O livro, que foi um conto que se expandiu até se tornar essa curta novela, pareceu deixar alguns momentos inacabados sob minha perspectiva, o que, claro, pode ser apenas questão de opinião ou até mesmo questão de "terminar na página e continuar no leitor", o que infelizmente não aconteceu comigo. Mas é uma leitura rápida e divertida, e se você gosta do Gaiman é certeza que irá achar o livro um verdadeiro presente. 

Nota: 4 corvos.



11 comentários:

  1. A história parece bem interessante e em se tratando de Neil Gaiman tenho certeza de que ela atende minhas expectativas. Parabéns pelas resenha, e não deixe de me emprestar esse livro. hahah

    ResponderExcluir
  2. O Oceano no Fim do Caminho é um daqueles livros que são falados, falados mas a gente sente que ainda falta alguma coisa... A história me interessou, a resenha ficou ótima, mas tem meio que alguma coisa faltando, alguma peça chave... Não sei, talvez o que está faltando mesmo é o dinheiro pra comprar ele... É, acho que é isso.
    A resenha ficou suprema - como sempre, rsrs.

    Abraços!

    http://pecasdeoito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Elder!

    Desde 2005 que o N. Gaiman não publicava nada e parece que mesmo assim ele não deixou de acertar a mão na narrativa. Como você mencionou os cenários e acontecimentos muito bem postos, já até imagino a trama cheia de detalhes que fazem o leitor se sentirem em casa, ou na estória. -rs

    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://www.wordinmybag.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Estou doidinha para ler esse livro!
    Estou com ele aqui em casa, mas tem uma pilha na frente.
    Sua resenha está incrível! E apesar de não entender como essa premissa se encaixa no estilo literário do autor, eu estou bem curiosa.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eu li o livro e, assim como você, sentiu que faltou algo que me fizesse amá-lo. A história é boa, bem escrita e eu gostei da leitura, mas me arrastei um pouco durante a leitura e achei que faltou algo que me despertasse uma curiosidade maior. Ainda assim, é um bom livro.
    Abraços,
    Niki - http://www.meigaemalefca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Elder.
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler nada do autor, e apesar dos contras que você ressaltou na resenha, tenho vontade de ler esse. Acho que esse clima sombrio me atrai rs E mesmo que falte um enlace pro fim, as vzs cabe a quem lê imaginar o que vem dps, né? :D
    Abraços
    Descobrindolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Quais foram/são tuas pesquisas na UFPA? Quanta semelhanças!

    Nunca li o Gaiman, mas acho engraçadíssimo o sobrenome dele. Meu cérebro lê gaymen, mas falo gáimen. Até toparia ir no google e procurar o porquê das discordância entre cérebro e fala (acho que isso é alguma síndrome, algo do tipo déficit de atenção) mas tô tão cansado que não irei me propôr a isso.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada do Gaiman e tem outros livros dele que eu tenho mais vontade de ler do que esse. Essa coisa de final que continua na cabeça do leitor eu não gosto muito não hehe
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. A cada resenha que leio da obra fico mais ansioso! Mas só vou conferir a trama completa depois de Stardust - O Mistério da Estrela, pra ver se gosto mesmo do estilo de Gaiman e não haver decepções ou nada do tipo.

    Abs

    ResponderExcluir
  10. Gostei bastante da resenha, ultimamente estou numa fase bem Neil Gaiman, mas, como sou pobre, vou baixando os livros para ler. O Oceano no Fim do Caminho é diferente, porque tenho vontade de tê-lo físico.

    Samuka
    http://coupleliterario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pela resenha!
    Li esse ano Lugar Nenhum e Deuses Americanos, esse último mais recentemente. Apesar de LG ter me decepcionado, gostei da segunda leitura, mesmo não tendo me apaixonado pela história, porém foi o suficiente pra eu querer mais do Gaiman. Acho esse cara de uma criatividade incrível. Oceano no Fim do Caminho está na lista.
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir