skip to main | skip to sidebar

O EPITÁFIO


Elder Ferreira

Quem é você, Alasca? - John Green

Título: Quem é você, Alasca?

Título Original: Looking For Alaska

Autor: John Green

Editora: Martins Fontes

Ano da Edição: 2010

Número de Páginas: 230


Quem é você, Alasca?, primeiro romance do escritor norte-americano John Green, foi publicado em 2005 nos Estados Unidos e ganhou o Prêmio Michael L. Printz de 2006 da American Library Association. Publicado no Brasil pela editora Martins Fontes em 2010, o livro  alcançou relativa fama entre leitores do gênero young adult. Dois anos depois, em 2012, outro livro do John Green deu as caras por terras tupiniquins, A Culpa é das Estrelas, que também fez sucesso e motivou uma nova tiragem de Quem é você, Alasca? e estimulou editoras como a Intrínseca a publicarem mais outros títulos do autor no Brasil, como é o caso de O Teorema Katherine, a ser publicado em março desse ano.

O livro é dividido em duas partes, Antes e Depois, e é escrito a partir do ponto de vista do garoto Miles Halter, que decide deixar a vida sem graça que vivia em casa para ir viver na escola preparatória de Culver Creek. Os costumes diferentes de Miles não passam alheios ao leitor, que logo percebe o grande apreço do narrador por célebres últimas palavras. Em suma, Miles coleciona as palavras que pessoas célebres falaram minutos antes da morte. É por meio das últimas palavras de François Rabelai que ele justifica a sua ida à Culver Creek: "saio em busca de um Grande Talvez".

Na escola, ele conhece seu companheiro de quarto, Chip Martin (ou Coronel, como costumam chamá-lo), e, por intermédio de Chip, Miles é apresentado para a atrevida e confusa Alasca Young, por quem se apaixona sem ter seus sentimentos correspondidos. Miles, por inesquecíveis 128 dias, amadurece e entra em contato com lições de vida proporcionadas pelas suas relações de amizade e envolvimento com a poesia e a literatura. O período em que passa na Culver Creek é marcado por experiências adolescentes e descobertas sexuais e intelectuais. Mas uma tragédia na escola transporta Miles para um labirinto com gigantes paredes construídas de incertezas e longos caminhos criados por suas convicções. 

“Então está bem, Sr. Garoto-das-Últimas-Palavras, tenho uma para você.” Ela pegou a mochila abarrotada de coisas e tirou um livro. “Gabriel García Márquez. O general no seu labirinto. É um dos meus prediletos. É sobre Simón Bolívar.” Eu não conhecia Simón Bolívar, mas ela não me deu tempo de perguntar. “É um romance histórico, então não sei se é verdade, mas, no livro, sabe quais foram as últimas palavras dele? Não, não sabe. Pois, então, vou lhe dizer, Señor Últimas-Palabras.”
Ela acendeu um cigarro e deu uma tragada tão longa e profunda que pensei que a coisa toda ia se queimar de uma só vez. Ela soltou a fumaça e leu para mim.
“‘Ele’ – ou seja, Simón Bolívar – ‘estremeceu diante da revelação de que a corrida arrojada entre seus males e seus sonhos estava chegando ao fim. O resto eram trevas. ‘Droga’, ele suspirou. ‘Como sairei deste labirinto?’”

John Green apresenta questões comuns a todas as pessoas, como ausência e sofrimento, e as tempera com o humor e graciosidade característicos de sua narrativa. O texto é repleto de momentos time to think e proporciona ao leitor deliciosas gargalhadas. O ar adolescente da obra transporta os leitores para a experiência da adolescência e através da leitura é possível mergulhar no universo das constantes indagações (que não é  assim tão exclusivo dos adolescentes).

Na Culver Creek, Miles entra em contato com as drogas, álcool e caminha para longe de todos os conselhos de seus pais. Esses fatores renderam muitas críticas negativas ao livro, entretanto, não há nada de gratuito na obra, nada. Tudo é parte essencial da narrativa e esses fatores servem para definir caráter, dar estilo a voz dos personagens e desenvolver o tema. É um livro que está em muitas listas de leituras obrigatórias do ensino médio nos estados unidos e que pode ajudar os pais e professores a falarem sobre a perda, a amizade e da importância da auto-descoberta.

Imaginar o futuro é uma espécie de nostalgia (…) Você passa a vida toda preso no labirinto, pensando em como você escapará um dia, e o quão maravilhoso será, e pensar no futuro mantêm você inteiro, mas você nunca fará nada disso. Você acabou de usar o futuro fugindo do presente.

Não esperava menos do John Green e, para o que não foi minha surpresa, o livro me encantou demais. No início a história pode parecer lenta, mas depois se desenrola num ritmo que não tem como deixar o livro de lado. É provável que na leitura você sinta um pouco de emoção, tristeza e talvez um pouco de raiva, mas este é um livro excepcional. Os personagens são bem desenhados, inteligentes e cada um tem sua peculiaridade interessante. Confesso que gostei muito do fato de o livro ser divido em "antes/depois" e que isso deu um sabor de suspense atraente para a obra. É um livro que eu recomendo em excesso (mas que talvez tenha tido tanta importância e brilho para mim pelo fato de eu ter vivenciado experiências similares às dos personagens).

Nota: 5 corvos.






Bônus para quem já leu: John Green fala no seu vlog sobre o lugar que deu origem à Culver Creek.


23 comentários:

  1. Me pareceu um livro muito interessante. Muito boa a resenha, nos diz bastante sobre o livro e o personagem e nos deixa com aquela vontade de ler toda a história pra ver como ela se desenrola.

    ResponderExcluir
  2. Eu já li A Culpa é das Estrelas e como não podia deixar de ser me apaixonei pela escrita do John Green. Quero muito ler esse livro e a sua resenha só conseguiu reforçar ainda mais minha vontade. Sigo o blog há um tempinho, mas nunca tinha comentando por aqui, adorei o layout *-*

    Beijo:*
    Naty.

    ResponderExcluir
  3. Eldeeeeeeeeeeer!!!! ♥ que bom que gostaste de Quem é você, Alasca? é um excelente livro mesmo!
    Fiquei bastante encantada pois me deparei com coisas e personagens bastante diferentes de ACEDE, aliás... o livro todo é diferente, mas a escrita do John é tão encantadora e peculiar, que foi a mesma delícia!
    Excelente resenha!
    e eu também recomendo, em EXCESSO, esse livro ♥
    beijão!

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada de John Green, mas confesso que entre "A Culpa é das Estrelas" e "Quem é você, Alasca?" eu ficaria com o segundo. A história me despertou mais a atenção, e mesmo tendo críticas mais negativas do que positivas, eu ainda tenho muita vontade de ler. Sua resenha serviu para me deixar ainda mais curiosa a respeito da história e da escrita desse autor tão elogiado. Espero poder ler em breve *.*
    Adorei a resenha!

    Beeeeijinhos e uma ótima semana! :*
    www.linguadoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Já ouvi flar muito bem desse livro e do autor. Estou muito curiosa para ler A culpa é das estrelas e Quem é você, Alasca. Aliá,s os dois livros já entraram para minha lista de livros de 2013 ( que já deve ter uns 50 livros, enfim).
    Muito boa a rsenha,
    bjs
    naquelemomentoeujuro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Eu já li A Culpa é das Estrelas e desde então tenho procurado esse livro para ler, mas nunca tenho a oportunidade (principalmente com uma lista grande para ler, mal me atrevo) então fico apenas na vontade. Sua resenha me deixou curiosa para ler, ainda que, de qualquer maneira, eu terei que esperar para ter a chance. O autor é realmente bom, então, suponho que esse livro dele também é ótimo.
    Ótima resenha, falando sobre os pontos atrativo do livro, informando tudo que eu precisava pra ficar com uma vontade enorme de ler o livro, kk.
    Beijos,
    Vitória - Shake Your World

    ResponderExcluir
  7. Estou querendo ler este livro e agora com a sua resenha fiquei ainda mais ansiosa.
    Espero poder ler ainda este ano.

    Beijinhos,
    Thais Priscilla
    http://thaypriscilla.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Depois de ler A Culpa é das Estrelas eu pesquisei sobre os livros do John Green e me interessei muito por este. Sua resenha só fez com que a minha vontade de ler aumentasse.

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não li John Green, mas fala-se muito bem de sua narrativa, estou com A Culpa das Estrela aqui, mas não tive tempo de ler.
    Já tinha lido outras resenhas de Quem é você Alasca?, mas essa me deu uma melhor noção da história e me chamou atenção para o livro.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia, mas só o título já dá um ar super interessante ao livro! Bom, vale a pena ler e conhecer a narrativa, né?

    Abraços,
    E não perca a 4ª parte do especial Mitologia Grega
    http://therevolucaonerd.blogspot.com.br/2013/02/4-mitologia-grega-batalha-dos-titas.html

    ResponderExcluir
  11. Depois de ler A Culpa é das Estrelas, mesmo não tendo me cativando, fiquei curioso pra ler esse livro, pois gostei da dinâmica de escrita do autor. Com sua resenha, reforcei a vontade. Quem sabe, dessa vez o autor consegue "me convencer"?

    @carlosmagno_ecb
    http://cantinadolivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi, Elder.

    Parece uma história complexa, bem-escrita... Fiquei interessada. O autor também está recebendo crédito entre os leitores brasileiros. Ainda não li A Culpa é das Estrelas, mas só leio elogios. E eu gosto muito de romances para jovens adultos, acho que esse livro faz o meu estilo.

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  13. Olá! Li "A culpa é das estrelas" há pouco tempo e me encantei com o estilo desse autor. Já havia lido algo sobre esse livro dele, mas confesso que não tinha me interessado. Agora, no entanto, já comecei a ler a sua resenha com expectativa e fiquei com muita vontade de ler.
    Abraços,
    Nicole.
    http://www.meigaemalefica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá! Quero muito ler esse livro... Não só por ter gostado de "A culpa é das estrelas", mas porque essa história parece ser tão interessnte quanto. Você resumiu super bem o que se passa sem soltar spoilers... Gostei muito da sua resenha! Espero conferir em breve! Beijo!
    Lis, Our Books on the Shelf.

    htttp://ourbooksontheshelf.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Elder, muito boa sua resenha, me deixou com mais vontade de ler as obras do JG, pois ainda não li nada dele. Confesso que meu maior interesse é em 'a culpa é das estrelas', você já leu, o que achou? Valeu pelo comentário lá no blog e volte sempre. Abraços!

    Jean
    http://cabanadoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oiee!!

    Faz um tempao que quero ler esse livro, mas ainda nao tinha lido nenhuma sinopse dele, ele me parece melhor que o a culpa eh das estrelas(muito triste pra mim rs), agora que li sua resenha tenho ainda mais certeza de que preciso ler esse livro, para ser do estilo de as vantagens de ser invisivel(posso estar falando besteira rs)

    Bjoo

    ResponderExcluir
  17. Li esse livro há um tempo, o John Green nem era tão querido por aqui ainda (a coisa só aconteceu mesmo depois de ACEDE), então eu não sabia muito o que esperar dele. O que eu posso lembrar é que foi uma leitura diferente, surpreendente, mas eu esperava mais. É um livro um tanto filosófico e talvez na época eu não estivesse no momento certo para a leitura. Penso em reler, mas por enquanto quero mesmo saber o que existe nas páginas de ACEDE para despertar tanto amor nos leitores.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  18. Já vi várias pessoas comentando sobre esse livro. A sua resenha me deixou curiosa, achei interessante a temática de literatura que o livro aborda.

    http://livrorosashock.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Estou louca para ler esse livro, desde que li ACEDE fiquei ainda mais curiosa, falam tão bem dele...
    ;*

    ResponderExcluir
  20. Olá Elder, tudo bem? Muito boa a sua resenha, ainda não tive a oportunidade de ler nada do John Green, mas devido aos elogios que ele recebe é impossível não ficar curioso, eu li algumas resenhas de Quem é Você Alasca e vejo que ele dividiu opiniões pela blogosfera, alguns adoraram, outros acharam apenas razoável e alguns odiaram, devido à essas grandes divergências quanto a qualidade do livro acho que vou arriscar ler outras obras do autor antes desta, como O Teorema Katherine ou A Culpa é das Estrelas.
    Abraços.

    http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Sou louca para ler este livro.
    Gostei da sua resenha.
    Abraço.

    http://vivianpitanca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. eu li a culpa é das estrelas e ameeeii plrem o quem é vc alasca li a historia é interessante, como ele fala so re a perda de alguem querido é lindo. Mas pra mim o fato dele ter entrado no vicio do fumo e alcool n foi tao negativo qto as partes q falava muita coisa sexual,pareceu putaria tanto q n curti ler essas partes. Achei desnecessario descrever tanto algo sem i
    portancia pra mim isso acabou com o livro :/

    ResponderExcluir
  23. Olá Elder, tudo bem?

    Confesso que tenho resistido ler John Green, principalmente pelo público alvo que seus livros são dirigidos, mas depois de ler sua resenha fiquei curiosa em experimentar a leitura.
    Parabéns pela resenha. Gostei muito da maneira como escreve.

    Abraços

    http://livrosrocknrolleoutrosvicios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir